quarta-feira, 29 de junho de 2011

Estequiometria

         Estequiometria é uma palavra grande que descreve uma idéia simples, origina-se da composição das palavras gregas: “stoikheion” (estéquio: elemento ou substância) e “metron” (metria: medida), portanto significa medida de uma substância.
        Assim será o cálculo das quantidades de reagentes e/ou de produtos em quantidade de matéria, e será realizado como aplicação direta das leis de Lavoisier, Proust e Gay-Lussac, em geral, com o auxílio da equação química devidamente balanceada.

1. Importância da Estequiometria

       A estequiometria ou cálculo estequiométrico é de grande importância em nosso cotidiano, toda a reação química que ocorre seja na cozinha de nossas casas, em laboratórios ou nas indústrias segue uma “receita” nas condições preestabelecidas.
            Assim, esse cálculo, permite determinar a quantidade de compostos que reagem (em mols, massa, volume, etc.) e as quantidades de novos compostos produzidos (em mols, massa, volume, etc.).
Nesse estudo explicaremos como as reações são dependentes dos compostos envolvidos e quanto de cada composto é necessário e formado.
Veja alguns exemplos:
2. Conceitos Básicos - Revisão

2.1 Massa Molar
A massa molar de um elemento é a massa de 6,02x1023* átomos do elemento corresponde numericamente com a massa atômica.
Exemplo: Massa atômica do C = 12u  à   Massa molar do C = 12 g/mol
2.2.Volume Molar

a) Princípio de Avogadro
3. Tipos de cálculo estequiométrico
            Como dissemos no início desse estudo, na estequiometria, os cálculos serão estabelecidos em função das leis de Lavoisier, Proust e Gay-Lussac, neste último caso para reações envolvendo gases e desde que estejam todos nas mesmas condições de pressão e temperatura.
            Em seguida, devemos tomar os coeficientes da reação devidamente balanceados, e, a partir deles, estabelecer a proporção em mols dos elementos ou substâncias da reação que podem ser expressas de várias maneiras:
– massa;
– volume;
– quantidade de matéria (mols);
– número de moléculas.

4. Estequiometria: roteiro para resolução de exercícios.
Para entender como aplicar a estequiometria na resolução de exercícios, acompanhe o exemplo da reação de combustão do álcool etílico:
C2H6O + O2 ® CO2 + H2O

Balanceando a equação, teremos:
1C2H6O + 3O2 ® 2CO2 + 3H2O
 1mol    3mols    2mols   3mols
Proporção em mols

Uma vez que a equação química está balanceada estabelecemos também a proporção em mols, assim podemos realizar inúmeros cálculos, envolvendo os reagentes e/ou produtos dessa reação, combinando as relações de várias maneiras.


    A resolução de problemas que envolvem a estequiometria será facilitada se obedecer, inicialmente à seguinte seqüência:
1º ) Escreva a equação envolvida;
2º) Acerte os coeficientes da equação (ou equações);
Lembre-se ® equação balanceada: coeficiente = número de mols
3º ) Destaque, na equação química, a(s) substância(s) envolvida(s) nos dados e a(s) pergunta(s) do problema;
4º ) Abaixo das fórmulas, escreva a relação molar e transforme-a segundo os dados do exercício (mol, gramas, número de átomos ou moléculas, volume molar);
5º ) Estabeleça e resolva problema usando a regra de três.

2 comentários: